O mundo é delas! Veja dicas para mulheres que viajam sozinhas

A despeito de notícias negativas envolvendo viajantes solo, as mulheres cada vez mais viajam desacompanhas; saiba como evitar riscos em viagens

As recentes conquistas femininas no mercado de trabalho, na política e na liberdade de comportamento ainda esbarram em graus variáveis de machismo pelo mundo.

Pois viajar sozinha – e encarar a postura anacrônica de certas sociedades – é um dos mais visíveis sinais do poder das brasileiras: em novembro, uma pesquisa do Ministério do Turismo apontou que, de todas as mulheres que viajariam nos próximos meses, 14% pretendiam embarcar sozinhas, contra 10% dos homens.

Meses antes, a morte de duas turistas argentinas no Equador gerou os habituais comentários que culpam as mulheres vítimas de violência de gênero – como se elas tivessem “abusado” do direito de serem livres e dado sopa para o azar.

Em vez de desestimular as mulheres, a notícia deu origem a campanhas como a #ViajoSola, sucesso no Instagram. A ideia é que as garotas que estejam na estrada sozinhas marquem suas histórias, fotos e vídeos com a hashtag para quebrar preconceitos e encorajar outras viajantes.

Em resumo, elas podem, querem e abrem mão de companhia para realizar seus sonhos, mas sabem que precisam ser realistas: para 67% das mulheres que viajam sozinhas, a segurança é o principal fator na escolha do destino, contra somente 32% que priorizam as atrações turísticas, indica uma pesquisa do TripAdvisor.

Apenas 79º colocado no ranking do Fórum Mundial que avalia a igualdade de gênero, o Brasil ainda é, infelizmente, uma escola no preparo de nossas viajantes para rodarem o mundo sozinhas. Algumas lições de reforço você confere a seguir.

Fonte: www.viagemturismo.abril.com.br

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *